Busca por Tags RelacionadasPágina 1 de 17

Esta é uma página de buscas por palavras chaves que exibe conteúdo relacionado com as mesmas.
Foi encontrado no site 81 páginas com as seguintes palavras chaves: sbt, pagara, mil, por, considerar, placar, errado, programa.
  • 11/05/2011 - CNJ discute horário dos tribunais

    O horário de atendimento dos tribunais, fixado recentemente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), vale para todos os setores, e não apenas para as centrais de protocolo e plantões. O órgão esclareceu ontem o assunto ao responder a uma consulta feita pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO). A Corte queria saber o que está incluído na expressão "órgãos jurisdicionais para atendimento ao público", que consta da Resolução nº 130, publicada no dia 2. A norma padronizou o expediente do Judiciário - das 9h às 18h - e concedeu 60 dias para adaptação.

  • 04-04-2011 - "Jovens são importantes para o sistema Judiciário"

    o seu maior desafio é entender os jovens advogados, de 23 a 30 anos, que representam 30% dos seus 87 mil associados. "O jovem ainda é um mistério para muita gente, ele precisa se mostrar mais. As lideranças mais jovens precisam dar sinais de como a gente pode ajudá-los a enfrentar os desafios", pede.

  • 21-03-2011 - ''Não houve prejuízo a quem quer que seja''

    Barros Munhoz negou que tenha autorizado ou preparado declarações falsas ao Ministério da Previdência sobre repasses ao Fundo Municipal de Aposentadorias e Pensões de Itapira, cidade que administrou em três mandatos, o último deles de 2001 a 2004 - período em que a Procuradoria da República identificou falsidade ideológica.

  • 1,5% de reposição salarial

    Conforme entrevista exclusiva feita com o desembargador Ivan Sartori, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça (Assetj) confirmou que o percentual de 1,5%

  • 04-04-2011 - A constitucionalidade da nova lei do salário-mínimo

    A nova lei do salário-mínimo (Lei 12.382, de 25 de fevereiro de 2011) é constitucional. No entanto, símbolo do tempo em que vivemos, marcado pela judicialização da política, tem-se animadíssimo debate entre alguns constitucionalistas brasileiros. A questão chegou ao STF. Por quê?